sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Demons


He smells like whiskey and cigarrettes
She dresses herself in smoke and pain
He feels like a desirable but forbidden home
She feels like she can't find her place
He is insecure about his life
She is insecure about herself
He/She keeps making mistakes
She/He is the biggest one
They're each other's demons

"They say he shook himself to death
I wanna dance 'till my last breath..."

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Forgive me, Russo

Há uma tempestade castanho escura vindo do mar
Ela tem a cor dos meus olhos, dos teus medos
Dos nossos erros que resolvem se misturar
Ela é da mesma cor da dor de gente tão jovem
É da cor de teus pais, teus filhos
Da moça que mora no quinto andar
Ela é da cor da saudade
Que é mais,
Muito mais
É sempre algo mais.
Perdoe-me por fazer teu coração bater desritmado
É que o meu já vem batendo à toa há muito tempo
E isso dói.