segunda-feira, 22 de agosto de 2011

The tales of how the fire burns





E tatuou as mãos com tinta de caneta. Marcando em si mesma os versos da canção que falava de seu estado de espírito.

Já havia sentido raiva. E até nada. Agora, apenas resignação. Chegou num ponto onde não havia mais volta. Tinham quebrado o juramento, e neste momento pareciam cerrar os punhos e se preparar para a briga.

Sabia onde as coisas tinham começado a dar errado, talvez só não quisesse admitir. Ou talvez até admitisse. Mas gaguejava ao dizer as palavras e não conseguia completar as frases.

E por ironia do destino hoje é 22.

"Maybe we're better off this way..."

2 comentários:

Bia Souza disse...

Tenso!!!!

Decepção- está sempre em nossas vidas. O dificil é absorver...

Garotinha Jê disse...

22... isso me deu um medo!
como assim? em dobro, é isso? como assim?
acho que eu não entendi!!

'~'