quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Jornada Del Muerto (Canções para Amar e Morrer)

Meu nome é Morte e o fim é aqui...” Agora eu me torno A Morte, destruidora dos mundos.

Estou vivendo minha vida até que eles venham me levar embora... 

Sabe, parece engraçado, mas eu já não consigo suportar a dor... Eu vou te deixar amanhã...

Deite os doentes e os sinos irão tocar. Coloque moedas nos olhos, deixe os mortos cantarem!

Por favor, não conte pra ela, pois ela vai se sentir culpada quando eu me for...

Apesar das palavras soarem firmes há algo vazio dentro delas. Os pensamentos estão girando na minha cabeça. É difícil te deixar ir...

Eu ouço as vozes quando estou sonhando, eu posso ouvi-las dizer: Siga em frente meu filho desobediente. Haverá paz quando você terminar. Deite sua cabeça cansada para descansar. Não chore mais! Certamente o céu espera por você...

Em cartões e flores na sua janela seus amigos te imploram pra ficar... Às vezes soluções não são tão simples. Às vezes dizer adeus é o único caminho.

Quando tudo estava dando certo, de repente deu errado... Esta noite estou a caminho, me liberte. Lar, doce lar! Levante-me, me deixe ir...

Com pássaros negros me seguindo, estou cavando meu túmulo. Eles estão  chegando perto, me engolindo. A dor vem em ondas. Estou colhendo o que eu plantei.

Esperando pelo fim, desejando que eu tenha força para suportar. Isso não é o que eu planejei, está fora do meu controle...

Você está crescendo desesperado por causa da luta... Completamente presa no olho do furacão. Seus instintos te dizendo pra fugir.

Você se sente frio, perdido no desespero? Você constrói esperança, mas tudo que você conhece é o fracasso. Lembre-se de toda a tristeza e frustração e deixe ir embora...

Quando você está parado no despertar da devastação. Quando você está esperando à beira do desconhecido. Com o cataclisma caindo como chuva, implorando por dentro "me salve agora". Você estava lá, impossivelmente sozinho!

Pela tempestade você vai desistindo da sua casa, deixando tudo que você conhece.

Se escondendo do inferno pelo qual você passou... E você está certa de que se machucou por tanto tempo que já não tem nada a perder.

Iremos nós nos queimar no fogo de mil sóis?!

Como se estivéssemos nos segurando em algo invisível alí, porque estamos vivendo à mercê da dor e do medo (until we DEAD it), até que acabemos com isso...

Está nos ossos enegrecidos das pontes que eu queimei. Então não peça desculpas, estou perdendo o que eu não mereço. A culpa é só minha pelas pontes que eu queimei. Então não peça desculpas, estou perdendo o que eu não mereço!

Caindo num espaço vazio. Ninguém pra te segurar nos braços. Minha boca continuou se movendo mas minha mente morreu!

E a sombra do dia vai converter o mundo em cinza e o Sol irá se pôr pra você.

Mas no fim nós fomos feitos para continuar distantes, como câmaras separadas do coração humano. Não...
Belo perdedor, leia na parede e perceba que você não pode ter isso tudo... Pois fica mais fácil e mais rápido quando você cai. Você simplesmente não precisa disso tudo!

Essa melodia vai te trazer direto de volta pra casa... As luzes vão te guiar pra casa... E eu vou tentar consertar você!

É mais difícil começar de novo do que nunca ter mudado. Tudo que eu quero é trocar essa vida por algo novo, me agarrando ao que eu não tenho. A pior parte de terminar é começar de novo...

Eu acho que todos nós achamos isso... De um jeito ou de outro!

Aceite essa canção e você nunca se sentirá sozinho.  
Mochiagete
Tokihanashite

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Coisas Que Perdemos Pelo Caminho




Ela compartilhou sua dor ao som de The Little Things Give You Away e eu quis morrer.
Ela balbuciou baixinho sonhos perdidos, vontades , desejos que ela foi obrigada a deixar para trás. Eu conseguia ler a dor em suas palavras, nas quase lágrimas, e nada podia fazer, além do que já estava fazendo.
Ele foi obrigado a deixar para trás uma parte de si apenas para ser aceito. Mas sua dor não ficou para trás. Ele ainda olhava para os lados, tímido, sozinho. Nenhuma voz para dizer que estava tudo bem. Eu estava lá, tentando mostrar um olhar que sugerisse motivação, mas de mãos atadas por não conhecer o caminho.
Ela ainda não sabia o que fazer. A vida a estava empurrando com a barriga. Não tinha planos mais uma vez e deixou-se ser empurrada, sabe lá Deus pra onde.  Eu também estava lá, porque ela era eu, e nada podia mudar isso.
E de todas as coisas que perdemos pelo caminho, a única que não podemos esquecer de pegar de volta somos nós mesmos.

Ela se foi ao som de The Little Things Give You Away...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Esperando pelo Fim




Isso não é o fim, isso não é o começo
Apenas uma voz como um tumulto agitando cada revisão
Mas você ouve através do tom e do ritmo violento
E embora as palavras soem firmes, há algo vazio dentro delas
Nós dizemos sim. Com os punhos voando no ar
Como se estivessemos segurando em algo lá que é invisível
Por que estamos vivendo à mercê da dor e do medo
Até que nós acabemos com isso
Esqueçamos isso
Deixemos tudo isso desaparecer


Esperando o fim chegar
Desejando que eu tenha forças para aguentar
Isso não foi o que eu planejei
Está fora do meu controle
Voando na velocidade da luz
Os pensamentos estavam girando na minha cabeça
Tantas coisas deixaram de ser ditas
É difícil te deixar ir


Eu sei do que se precisa pra seguir em frente
Eu sei qual a sensação de mentir
Tudo que eu quero é trocar essa vida por algo novo
Me agarrando ao que eu não tenho


Sentado numa sala vazia
Tentando esquecer o passado
Isso nunca foi feito pra durar
Eu queria que não durasse


O que restou quando acabou o fogo
Eu achei que estava certo, mas o certo estava errado
Completamente preso no olho do furacão
E tentando descobrir como é seguir em frente
E eu nem mesmo sei o tipo de coisas que falei
Minha boca continuava se movendo mas a minha mente havia morrido
Então estou catando os pedaços, agora por onde começar?
A pior parte de terminar é começar de novo!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Pedido

Deixe que eu seja seu guia
Sua respiração fraca e sua personalidade forte
Seu suspiro resignado e sua gana de lutar
Deixe que eu seja a razão pela qual você fica
E também a que te faz ir embora
Deixe que eu seja a água e o vinho
O sabor da alegria que apenas começou
Deixe que eu seja a partida e a chegada
O momento mais completo e mais íntimo
Deixe que eu seja a necessidade
A fome, a sede, a insônia
Deixe que eu seja a ventania
O mar indo embora
Deixe que eu seja sua esperança
Instrumento de várias faces
Deixe que eu seja o que eu quero ser
E aquilo que você quer que eu seja
Seja lá quem você for
Deus, homem ou luz
Apenas me deixe ser...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Untitled


Eu sempre fico esperando que alguém venha me salvar. Mas, e se eu fosse a minha própria salvação? E se eu conseguisse andar com as minhas próprias pernas? E se eu não dependesse mais da decisão dos outros para saber que rumo tomar?
E se...
Mas ao mesmo tempo que eu tento fazer alguma coisa por minha conta me pego esperando por um barco no mar ou um carro descendo a estrada. Uma mão que me segure e me leve daqui antes que essa tsunami me pegue em cheio.
Venha o que vier eu estarei aqui. Não por ser forte, mas por não ter pra onde ir. Adiantaria se eu dissesse que não estou pronta?!
Eu não estava pronta quando você colocou a morte em minhas mãos, e mesmo assim você o fez.
Fevereiro, Abril, Setembro, Outubro... Eu sempre soube que aconteceria num dia 11.

"Ele tem os olhos dela. Os mesmos olhos que eu vi morrer..."

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Heroes of our time

Our Heroes don't have superpowers...
Nossos heróis não têm super poderes...




But they have superpowerful guns!
Mas eles têm armas superpoderosas!





Our heroes are common people.
Nossos heróis são pessoas comuns.





Ok, not so common!
Ok, nem tão comuns assim!





They are a little bit different.
A little insane
!
Eles são um pouco diferentes.
Meio insanos!








But they are adorable!!!
Mas eles são adoráveis!





They work very hard.
Eles trabalham duro.



They make us laugh.
Eles nos fazem rir.



They make us cry.
Nos fazem chorar.



And, the most important, they make us proud!
E, o mais importante, eles nos deixam orgulhosos!







They're making the difference!
Eles estão fazendo a diferença!

They build
...
Eles constróem...



They run...
Eles correm...



They do whatever it takes to help people.
Eles fazem o que for necessário para ajudar.






They give Music for Relief and want to conquer the world one random act of kindness at a time.
Eles dão "Música por Alívio" e querem "conquistar o mundo um ato aleatório de gentileza por vez"
You know what?! They are awesome!!!!

Quer saber?! Eles são ótimos!

If you want to make our heroes proud, here we have some ways:
Se você quer deixar nossos heróis felizes, aqui vão algumas formas:
  • http://www.therandomact.org/wordpress
  • http://www.musicforrelief.org
  • http://www.socialvibe.com
  • http://www.adogsliferescue.org

Let us be good minions, assbutts, twidjits or just fans. Let's make the difference and celebrate:
Confetti, It's a parade!!!!!

Sejamos bons minions, assbutts, twidjits ou apenas fãs. Vamos fazer a diferença e celebrar:
Confetti! It's a parade!!!!!

My big thanks to @mishacollins, @m_shinoda, @ChesterBe, @jumblejim, @phoenixlp @mattcohen4real and all the @linkinpark and #Supernatural heroes!

Let's kick it in the ass!

domingo, 8 de agosto de 2010

"Tem certas coisas que eu não sei dizer..."



Eu queria falar sobre um monte de coisas.


Eu queria falar sobre as conversas em ônibus; sobre as canções que ouvimos lá; sobre as pessoas que conhecemos e sobre os planos que fazemos naquele lugar.


Eu queria falar sobre quando me apaixonei pela milésima vez na vida; sobre quando me apaixonei pela terceira vez pela mesma pessoa; sobre quando me apaixonei pelo que de mais bonito uma pessoa pode fazer.


Eu queria falar sobre aquele tsunami; sobre como ela vai me pegar; sobre como ela vai pegar as pessoas; sobre como eu não sei como salvá-las.


Eu queria falar sobre como eu imagino; sobre a quantidade de emoções que vou sentir; sobre a magia de um número.


Eu queria falar sobre os meus sonhos; sobre as minhas promessas; sobre quantas vezes me iludi; sobre quantas coisas eu abri mão; sobre tudo que eu tenho medo que não se torne real.


Eu queria falar sobre o olho do tigre; sobre o filho desobediente; sobre aquela linda confusão; sobre o catalisador.


Eu queria falar sobre mim; sobre meus medos; sobre minhas falhas; sobre minhas conquistas; sobre meus mundos.


Eu queria falar... Eu juro que queria.


Mas não consigo encontrar as palavras...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Nenhum Poema de Amor. Uma Canção Desesperada


Às vezes eu sinto como se estivesse prestes a explodir...

As coisas vão bem até que você tenha uma epifania. Parece que a fachada começa a descolorir e você consegue ver os segredos contidos alí dentro, se revelando um a um.

Quando você se depara com a verdade não consegue entender como conseguiu se conformar tão rápido. Até que você se perdoa ao lembrar que era a única coisa que lhe havia sobrado pra fazer.

Eu deveria estar feliz e satisfeita, mas o que eu posso fazer se existe um buraco enorme aqui dentro?! Um vazio tão grande que às vezes chega a provocar naúseas. E que conhece perfeitamente a peça que se encaixaria com primor e acabaria com essa imensa sede que também é fome...

Há uma desmotivação tão grande que eu nem sei como isso vai acabar. O que é pior: desapontar quem te ama e te estende a mão ou viver com um carma?
Ponham em votação e me avisem...

Eu só queria que Ele me respondesse algumas perguntas, como por exemplo quem me colocou naquele avião quando eu achei que o mundo estivesse acabando. E, pra começar, por que antecipar o fim em um dia. Ia doer do mesmo jeito mesmo...

E as pessoas ainda se assustam quando eu decido jogar algumas coisas pra cima!

Alguém me disse que não pode chover pra sempre. Eu digo que pode. A única diferença é de que tipo de chuva estamos falando.

O que de mais sujo você já prometeu? O que você teve em retorno? Qual a pessoa em quem você mais confia no mundo?

"Você confia em alguém e está com problemas. Você não confia em ninguém e está sozinho!"

E que venha a minha salvação! E que ela realmente me salve, nem que seja por um segundo...

Eu achei que depois disso tudo eu fosse deixar de acreditar, mas todos continuam se iludindo e eu não sou uma exceção.

As canções ainda são as mesmas. Elas ainda são para amar e morrer...

Quantas vezes mais vou me lamentar e pedir respostas? Eu sei que existe um arco-íris em algum lugar lá fora. Está chovendo!

É verão no Canadá...

quarta-feira, 14 de julho de 2010

O Blues da Encruzilhada


Às vezes nós precisamos fazer algumas promessas mesmo sem estarmos tecnicamente preparados para encará-las e ir até o fim com elas.

Algumas pessoas prometem coisas pequenas; outras preferem mostrar a altura de sua confiabilidade com a profundidade das coisas que promete.

Algumas cumprem suas promessas com rigor; algumas esquecem que prometeram; algumas fingem que esquecem; algumas têm o destino traçado de forma a não se desviar dessa promessa.

Muitos não entendem o significado de certos sacrifícios; alguns precisam apenas se sacrificar; outros apenas fazem o que tem que ser feito.

Promessas, negócios, acordos, contratos...

Quantas coisas você já recebeu? Quantas coisas já precisou dar em troca? Você faz idéia de quantas promessas já foram feitas por você?!

Deixe que eu afine sua guitarra.
É desse jeito que se toca o blues da encruzilhada...

O que de mais sujo você já prometeu?

segunda-feira, 8 de março de 2010

Sweet Journey of a Street Ballerina

Photo by Fernando Gomes*

Remexer no passado nem sempre é uma boa idéia. A gente se liberta de um monte de coisas mas ainda guarda velhos sofrimentos...

Setemvro acabou em meados de Novembro e deixou muito mais do que apenas cicatrizes. Aquela que antes não sonhava agora arrumou novos motivos para se perder em delírios, e até uns antigos também.

Sem contar a perda...

Continuo vendo coisas demais, como se estivesse olhando pra trás e lembrando de algo que já aconteceu.

Fiz de um hino minha canção particular e superestimo minhas forças usando o olho do tigre para renascer das cinzas.

E de hino em hino criamos canções que salvam o mundo. Orgulho!

O sentimento de que falta alguma coisa às vezes abre um buraco enorme. Outras, não importa. Na maior parte do tempo é só canção.

Das estradas que percorri me sobraram algumas experiências registradas em fotografias desajustadas e cheias de congusão.

E que linda confusão é essa?!

Ainda ando descalça à beira-mar catando pedrinhas e olhando o horizonte como se esperasse que algo viesse de lá.

E quando achei que ia realmente amanhecer alguém me lembrou de que ainda faltavam algumas horas...

Me perdi num balançar de corpos, adulterado mas espontâneo. Comemorei com ar de libertação, e mais uma vez me inundei de minha canção particular para lebrar de onde estive, do inferno que passei e da alegria de estar novamente respirando. "E Castiel agarrou com força e o tirou de lá. A ressurreição de Lázaro"

Da emoção do mais sincero e apaixonado orgulho, caio de joelhos numa oração de agradecimento aos meus. Obrigado por fazer o que agora eu não posso. Um pedaço de mim cantando o mundo.

E por falar em canções "eu ouço as vozes quando estou sonhando, eu posso ouvi-las dizer: Siga e frente meu filho desobediente, haverá paz quando você terminar, coloque essa cabeça cansada para descansar, não chore mais"


Don't you cry no more!

*aka "zica da foto"

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Eye of the Tiger


Supernatural-eye of the Tiger
 

Me erguendo, de volta às ruas
Tive meu tempo, aproveitei minhas chances
Percorri um longo caminho, agora estou me erguendo de novo
Só um homem e sua vontade de sobreviver

Muitas vezes, acontece tão rápido
Você troca sua paixão por glória
Não desista dos seu sonhos do passado
Você deve lutar para mantê-los vivos

É o olho do tigre
É a emoção da luta
Se levantando para o desafio do nosso rival
E o último sobrevivente conhecido
Persegue sua presa à noite
E ele está observando a todos nós
Com o olho do tigre

Cara a cara, no meio da batalha
Mantendo-se firme, mantendo-se faminto
Eles criam dificuldades e ainda vamos à luta
Para a matança, com a habilidade de sobreviver

É o olho do tigre
É a emoção da luta
Se levantando para o desafio do nosso rival
E o último sobrevivente conhecido
Persegue sua presa à noite
E ele está observando a todos nós
Com o olho do tigre

Me erguendo, direto pro topo
Tive a coragem, conquistei a glória
Percorri um longo caminho, agora eu não vou parar
Só um homem e sua vontade de sobreviver

É o olho do tigre
É a emoção da luta
Se levantando para o desafio do nosso rival
E o último sobrevivente conhecido
Persegue sua presa à noite
E ele está observando a todos nós
Com o olho do tigre

O olho do tigre