sexta-feira, 22 de maio de 2009

Hoje é 22: like a stone



Numa tarde fria e chuvosa
Num lugar cheio de vazio
Por uma estrada,
Eu confesso que estava perdido
Pelas páginas de um livro cheio de morte
Lendo sobre como nós vamos morrer sozinhos
E se nós formos bons nós descansaremos
No lugar em que a gente quiser

Em meu leito de morte
Eu vou orar aos deuses e aos anjos
Como um pagão
Pra qualquer um que me levar para o céu
Para um lugar de onde eu me lembro
Eu estive lá há um tempo atrás
O céu estava machucado
O vinho era sangue
E até lá você me conduziu

E eu continuei lendo até que o dia terminasse
E eu caí em arrependimento
De todas as coisas que eu fiz
Por tudo que eu abençoei
E tudo que eu fiz de errado
Nos sonhos até a minha morte
Eu vou continuar vagando

Em sua casa
Eu anseio estar
Em cada canto, pacientemente
Eu vou esperar por você lá
Como uma pedra
Eu vou esperar por você lá
Sozinho


Por que? Porque hoje é 22...
Feliz niver atrasadérrimo, Popoli!

8 comentários:

Adriii disse...

Nossa, '-'

Garotinha Jê disse...

O texto que mais parece uma canção (é uma canção, né?), não teve o famoso título "Canção de aniversário...".
Me lembrei de Jesus Cristo (não me pergunte pq).
Parabéns atrasadíssimo pra Popoli, seja lá quem for! rs

Aline Shinoda disse...

Sim, é uma canção. Só lembrei depois que tinha esquecido de colocar os créditos. Mas aí vai: Letra de Audioslave
E sim, é uma "Canção de Aniversário para uma Eterna Dor"...

Garotinha Jê disse...

Ah sim... me veio a memória sonora da música (q eu amo), da voz linda e inconfudível do Chris Cornell...
realmente uma belíssica canção.

Aline Shinoda disse...

Vamos combinar, né?! Chris Cornell é o cara!!!!

Jessy disse...

auhahuuah...
Parabéns pra Popoli!
Ótimo!
Bjksssss

Dona do Caos disse...

amiga valeu...
risos, mas nao se preocupe nao que mes que vem é meu aniversario novamente ai vc pode me dar os parabens na data certa.
kkkkkkkkkkkk
xero
adorei

Shagaly disse...

A morte, mais uma vez... Torna os textos mais profundos, mas eu prefiro a deixar onde está.